Gestão de qualidade em Pequenos Negócios

Gestão de qualidade em Pequenos Negócios

O caminho de conquista de nossos clientes envolve qualidade em nosso produtos, serviços e processos, meros detalhes fazem toda diferença. Nesse artigo. abordaremos o tema afim de lhe ajudar à gerir da melhor forma seu negócio.

Tendo em vista a garantia da completa satisfação das necessidades e expectativas do nosso cliente, a gestão da qualidade vem no sentido de coordenar e possibilitar a melhoria dos processos e produtos da empresa. Elevando a qualidade dos mesmos, sua empresa avançará sob o mercado, sobressaindo-se às demais, caso seus concorrentes não estiverem atentados à isso. Uma gestão eficaz e de qualidade pode salvar seu empreendimento da falência, como já citamos na postagem “6 dicas para você evitar a falência de seu negócio”.

Por que adotar uma gestão de qualidade?

Existe uma relação entre o preço que você coloca em seu produto e a qualidade do mesmo, se o valor do produto é mais elevado, automaticamente o cliente já adquire a ideia de que o produto tem maior qualidade. Caso o produto tenha um preço mais baixo, o cliente tende a esperar menos qualidade, sendo aquela máxima “Isso não é muito bom, mas pelo o que eu paguei está ok.”

Essa percepção de valor do nosso produto não é somente preço, é o quanto vale para o cliente, pois há vários produtos que possuem um preço menor, porém com alta entrega de valor. A valência do produto está diretamente ligada ao benefício que o mesmo traz ao nosso cliente.

Pontapé inicial

É interessante começarmos pela mudança de cultura da empresa, pois todos seus funcionários, parceiros e sócios devem estar envolvidos e almejar a mesma evolução, caso contrário, todo avanço alcançado será perdido. Determine a missão e a visão da empresa (mais informações em Como fazer a missão, visão e o valores da minha empresa?), pois são essas frases que definem o seu futuro e seu propósito, como já apresentamos na postagem 5 passos para ter um planejamento perfeito.

Levante os processos de sua empresa e defina-os:

  • 1. Entradas e saídas;
  • 2. Componentes (ou partes) que interagem organizadamente;
  • 3. Princípios básicos de funcionamento;
  • 4. Objetivos;
  • 5. Realimentação.

Onde as entradas são os valores, estratégias e políticas de qualidade da empresa. São informações, estudos e análises do seu cliente.

As saídas são os produtos/serviços que estão dentro das exigências e que satisfaçam os clientes.

Os componentes inclui a produção, laboratórios e demais áreas da empresa que afetam na qualidade.

Os princípios são os procedimentos e políticas da empresa em relação à qualidade. Desenvolva um manual de qualidade.

Os objetivos são os produtos/serviços com a qualidade melhorada.

Após isso, devemos adotar o PDCA para poder fazer um acompanhamento do processo de qualidade e realizar a realimentação do processo acima. Para conhecer melhor sobre o PDCA, leia Como melhorar a qualidade dos processos da sua empresa.

Como vimos nessa postagem, manter a qualidade de nosso serviços/produtos não é algo fácil e que simplesmente se faz comprando dos melhores fornecedores os insumos mais caros, a qualidade vai além disso. Está na possibilidade medir, analisar, estudar e colocar em prática todos os processos de seu negócio. Por isso, ter uma visão geral da empresa é essencial, e para isso a utilização de um sistema de gestão é extremamente importante para facilitar e aumentar a eficiência de sua gestão

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.